Por Favor aguarde...

Águas do Mondego investe 170 milhões de euros até 2010

Com a entrada em funcionamento da Estação Elevatória de Porto Figueira, a Águas do Mondego avança a bom ritmo com o reforço do abastecimento de água ao município de Leiria, que, na sua 1ª fase, incluiu ainda a construção de três furos de captação, com capacidade para 12,5 milhões de litros por dia, e 13 quilómetros de condutas adutoras.


A conclusão da 1ª fase de obras, que representou um investimento de cerca de 5 milhões de euros, co-financiados em 57% pelo Fundo de Coesão da União Europeia, permite à Águas do Mondego satisfazer um terço das necessidades actuais do município de Leiria.


Para além dos investimentos em curso no município de Leiria, a Águas do Mondego está empenhada em reforçar todo o Sistema Multimunicipal de Abastecimento de Água e de Saneamento de Águas Residuais do Baixo Mondego e Bairrada.


Nesse sentido, a empresa do Grupo Águas de Portugal prevê aplicar até 2010 cerca de 170 milhões de euros num conjunto diversificado de investimentos, dos quais 33 milhões de euros serão co-financiados pela União Europeia, através do Fundo de Coesão.


Na vertente de abastecimento de água, que abrange cerca de 410 mil habitantes e um consumo anual de cerca de 40 milhões de m3, a Águas do Mondego irá construir nove Estações de Tratamento de Água (ETA), 320 km de Condutas Adutoras, 50 Reservatórios, 36 Estações Elevatórias de Água e nove Captações de Água.


Já na vertente do saneamento de águas residuais, que inclui os municípios de Ansião, Arganil, Coimbra, Condeixa, Góis, Lousã, Mira, Miranda do Corvo, Penacova, Penela e Vila Nova de Poiares, serão construídas ou reabilitadas 77 Estações de Tratamento de Águas Residuais (ETAR), 225 km de Emissários e 31 Estações Elevatórias.