Por Favor aguarde...

Algar duplica capacidade de compostagem de verdes

A Algar, empresa responsável pela gestão do Sistema Multimunicipal de Recolha Seletiva, Triagem e Tratamento de Resíduos Sólidos Urbanos do Algarve, inaugurou uma nova unidade de compostagem de verdes, em São Brás de Alportel, que permitirá reforçar a sua capacidade de tratamento de resíduos verdes em dez mil toneladas, perfazendo uma capacidade total de tratamento de 20 mil toneladas por ano.

A empresa tem em funcionamento, desde 2002, duas outras unidades de compostagem com capacidade de produção de 5 mil toneladas cada, localizadas em Tavira e em Portimão. 

A nova Unidade de Compostagem de Verdes, que se encontra inserida na instalação da Central de Valorização Orgânica, representou um investimento de 911mil euros em construção civil e de 573 mil euros em equipamentos móveis para a parte de exploração, sendo que ambas as componentes foram financiadas pelo Fundo de Coesão. 

Desta forma, a ALGAR contribui para o cumprimento dos objetivos previstos no PERSU II no que respeita ao desvio de matéria orgânica da deposição em aterro, através da sua valorização em detrimento da eliminação.

A compostagem é um processo de tratamento biológico que consiste na degradação da matéria orgânica pela ação de microrganismos em condições aeróbias (isto é, na presença de oxigénio), dando origem a uma substância húmica que pode ser utilizada como adubo orgânico. Na compostagem de verdes, os resíduos utilizados são as sobras resultantes da manutenção de jardins e de espaços verdes. Este composto é comercializado pela Algar e designa-se Nutriverde.

2 de março de 2012