Sobre o Grupo AdP

O Grupo AdP – Águas de Portugal é o principal grupo empresarial português O Grupo AdP – Águas de Portugal é o principal grupo empresarial português com atividade nos domínios do abastecimento de água e do saneamento de águas residuais.

Detido maioritariamente pelo Estado, o Grupo constitui-se como instrumento empresarial para a concretização de políticas públicas e de objetivos nacionais nestes domínios do setor do ambiente, visando promover a universalidade, a continuidade e a qualidade do serviço, a sustentabilidade do setor e a proteção dos valores ambientais.

O Grupo AdP atua em todas as fases do ciclo urbano da água, desde a captação, o tratamento, o transporte e distribuição de água para consumo público, à recolha, transporte, tratamento e rejeição de águas usadas, urbanas e industriais, incluindo a sua reciclagem e reutilização.

Através das suas empresas, tem uma presença alargada no território continental, prestando serviços a cerca de 80% da população portuguesa.

Estas empresas consubstanciam parcerias entre o Estado e os Municípios, podendo assumir o modelo de sociedades concessionárias de sistemas de titularidade estatal (sistemas multimunicipais), cujo capital social é detido pela AdP SGPS, em representação do Estado, ou de sociedades gestoras de sistemas municipais em regime de parceria pública, com repartição equitativa do capital social.

Desde a sua criação em 1993, o Grupo AdP investiu mais de 7,5 mil milhões de euros, que contribuíram largamente para a melhoria da qualidade da água e para o aumento dos níveis de atendimento das populações colocando Portugal entre os melhores desempenhos ambientais da Europa comunitária.

O desenvolvimento de capacidades e competências do Grupo AdP no mercado nacional permitiu a expansão internacional do Grupo, atuando como montra das vantagens competitivas que Portugal detém no setor do ambiente e desenvolvendo projetos de assistência técnica e parceria em diferentes países.

O Grupo opera ainda nas áreas das energias renováveis; dos serviços partilhados e dos sistemas de informação, empregando no total das suas atividades cerca de 3.100 profissionais.